sábado, 10 de outubro de 2009

PROVANDO OS ESPÍRITO NAS IGREJAS CRISTÃS

PROVANDO OS ESPÍRITO NAS IGREJAS CRISTÃS




"Amados, não deis crédito a qualquer espírito, antes provai os espíritos se procedem de Deus , porque muitos falsos profetas têm saído pelo mundo fora. Nisto reconheceis o Espírito de Deus: todo espírito que confessa que Jesus Cristo veio em carne é de Deus; e todo espírito que não confessa a Jesus não procede de Deus; pelo contrário, este é o espírito do anticristo, a respeito do qual tendes ouvido que vem e, presentemente já está no mundo." 1 João 4:1-3



Terrível dano tem sido causado no meio do povo de Deus pela negligência em aplicar esta passagem que nos orienta a provar os espíritos. A Palavra de Deus torna claro que, nestes últimos dias em que estamos vivendo, a obra de Satanás será feita primariamente através do engano e a partir de dentro da igreja cristã.



"Ora, o Espírito afirma expressamente que, nos últimos tempos, alguns apostatarão da fé, por obedecerem a espíritos enganadores e a ensinos de demônios." 1 Timóteo 4:1



"Porque os tais são falsos apóstolos, obreiros fraudulentos, transformando-se em apóstolos de Cristo. E não é de admirar, porque o próprio Satanás se transforma em anjo de luz. Não é muito, pois, que os seus próprios ministros se transformem em ministros de justiça; e o fim deles será conforme as suas obras." II Coríntios 11:13-15



Infelizmente, os cristãos são muito ingênuos. Eles acreditam em qualquer um ou em qualquer coisa que parece vir do mundo espiritual ou de forma sobrenatural, como sendo de Deus. Ignoram totalmente os solenes avisos dados em toda a Escritura, de que Satanás vai operar em nosso tempo por meio de falso ensino, de falsos milagres, de falsas palavras de conhecimento, de falsas profecias e de falsas manifestações de piedade.



Eles seguem os líderes cegamente por causa de seu carisma, aceitando cegamente tudo que dizem. Eles presumem que, como estes falam do Senhor, e parecem e agem como servos de Deus, então são servos de Deus. São poucos os que param para avaliar o que um pastor diz, ou para examinar as Escrituras por si mesmos. Nunca provam os espíritos. Cometem o terrível engano de presumir que, sempre que alguém usa a palavra "Senhor" ou "Cristo" ou mesmo "Jesus", esteja então se referindo ao Deus e ao Jesus da Bíblia. Este é um terrível engano!



Estamos vivendo em tempos perigosos. Devemos sempre fazer com que todos, que afirmam estar servindo a Deus, nos definam exatamente a que Deus estão servindo. Se não puderem, sem nenhuma sugestão ou indicação de sua parte, dizer a você que servem ao Jesus que é ô Deus Todo-Poderoso, e o Único Deus, que nasceu de uma virgem, que andou nesta terra em carne em uma vida sem pecado, que morreu na cruz por nossos pecados, que se levantou do túmulo no terceiro dia, e que agora assenta-se à direita de Deus Pai, então eles não estão servindo ao Deus verdadeiro.



Provar os espíritos nas igrejas cristãs é uma área sobre a qual poucos querem falar. Mas é uma área que devemos abordar, especialmente porque a Bíblia nos diz tão claramente que Satanás vai operar por meio de falsos ensinos e de espíritos sedutores. Devemos entender que esses espíritos estão presentes em todas as igrejas cristãs. Satanás vai operar de toda forma que puder para trazer erros em cada igreja cristã, independentemente de suas doutrinas.



Quero deixar claro que não estou tentando criticar nenhuma linha particular de doutrina ou denominação. Somente quero discutir algumas práticas comuns encontradas em uma grande variedade de igrejas cristãs e apontar alguns perigos.



Gostaria de enfatizar tanto quanto possível a necessidade de estudar continuamente a Palavra de Deus e verificar em oração tudo o que é ensinado em nossa igreja local. Devemos provar vigilantemente os espíritos e, com uma postura de submissão diante de Deus, pedir-lhe que revele os enganos de Satanás.



Por favor permita-me observar que há somente uma Bíblia. Você sempre encontrará áreas de discordância em qualquer livro que ler, ou em qualquer igreja que frequentar. Somente há um livro perfeito – a Bíblia. Entretanto, devemos estar constantemente alertas por doutrinas e práticas que nos abram para influências demoníacas e que desprestigiem a glória de Jesus Cristo, nosso Senhor.







IMPOSIÇÃO DE MÃOS



A "imposição de mãos" é largamente praticada em muitas igrejas cristãs. O fundamento bíblico básico para esta prática é encontrado em muitos lugares no Novo Testamento.



"Está alguém entre vós doente? Chame os presbíteros da igreja, e estes façam oração sobre ele, ungindo-o com óleo, em nome do Senhor. E a oração da fé salvará o enfermo, e o Senhor o levantará; e, se houver cometido pecados, ser-Ihe-ão perdoados. Confessai, pois, os vossos pecados uns aos outros, e orai uns pelos outros, para serdes curados. Muito pode, por sua eficácia, a súplica do justo." Tiago 5:14-16



"Então, Ananias foi e, entrando na casa, impôs sobre ele as mãos, dizendo: Saulo, irmão, o Senhor me enviou, a saber, o próprio Jesus que te apareceu no caminho por onde vinhas, para que recuperes a vista e fiques cheio do Espírito Santo." Atos 9:17



"Entretanto, demoraram-se ali muito tempo, falando ousadamente no Senhor, o qual confirmava a palavra da sua graça, concedendo que, por mão deles se fizessem sinais e prodígios." Atos 14:3



"Aconteceu achar-se enfermo de disenteria, ardendo em febre, o pai de Públio. Paulo foi visitá-lo, e, orando, impôs-lhe as mãos, e o curou." Atos 28:8



"Por isso, pondo de parte os princípios elementares da doutrina de Cristo, deixemo-nos levar para o que é perfeito, não lançando de novo, a base do arrependimento de obras mortas e da fé em Deus, o ensino de batismos e da imposição de mãos, da ressurreição dos mortos e do juízo eterno." Hebreus 6:1-2



Entretanto, há uma passagem que é muito negligenciada com relação a tudo isto:



"A ninguém imponhais precipitadamente as mãos. Não te tornes cúmplice de pecados de outrem. Conserva-te a ti mesmo puro." 1 Timóteo 5:22



Estou convencida de que a prática da imposição de mãos tornou-se tão popular em nossos dias por causa da autopromoção que ela pode proporcionar à pessoa que ministra desta forma. O próprio ato, por si mesmo, inevitavelmente atrai uma certa atenção para a pessoa que impõe as mãos. Eis porque devemos ser cuidadosos nesta área - o nosso ser natural deseja trazer glória e atenção sobre nós mesmos, e não a Deus. Portanto, esta é uma área em que Satanás procura operar com muita freqüência, e com bastante sucesso, devo acrescentar.



Nas Escrituras, as pessoas que impunham as mãos eram sempre descritas como anciãos da igreja ou líderes que eram servos aprovados por Deus. Além disso, esta passagem de Timóteo preocupa-se em nos instruir a sermos cautelosos sobre quem impomos as mãos. Muito mal pode ocorrer nas duas direções.



Por favor deixe-me alertá-lo, leitor, para ser muito cuidadoso tanto com relação a quem você permite que imponha as mãos sobre você, como sobre quem você impõe as mãos. Se você se sujeitar a alguém que você de fato não conhece, você pode abrir-se diretamente para uma transferência de demônios. Esta é uma tática particularmente utilizada por Satanás dentro das igrejas avivadas. Quantos homens e mulheres que viajam por toda parte, professando ser servos de Deus, impõe as mãos sobre incontáveis pessoas e são, na verdade, servos de Satanás? Ficaríamos totalmente horrorizados se soubéssemos! Lembre-se, Satanás tenta imitar tudo o que Deus faz, e Satanás e seus demônios podem operar milagres.



"Porque surgirão falsos cristos e falsos profetas operando grandes sinais e prodígios para enganar, se possível, os próprios eleitos." Mateus 24:24





A imposição de mãos é comumente praticada em rituais de ocultismo de forma a efetuar uma transferência de demônios. Vou dar um exemplo disto ocorrido numa igreja evangélica.



Léa (não é o seu nome real) é uma mulher com quase quarenta anos. Há dezesseis anos ela era prostituta e viciada em heroína em Los Angeles. Uma noite alguém a deteve na rua, deu-lhe um folheto e apresentou-lhe o evangelho.



Ela ficou tão convicta de sua situação que voltou ao seu quarto e caiu de joelhos e chorou. Ela arrependeu-se de seus pecados e pediu a Jesus para perdoá-la e para limpá-la. Léa disse que ficou a hora seguinte cuspindo para fora a coisa mais horrível que já tinha visto. Ela sabia que era possuída por demônios e percebeu que o Senhor estava retirando todos os demônios dela. Ela parou com a heroína instantaneamente e nunca mais teve um sintoma de recaída.



Na manhã seguinte Léa saiu e comprou uma Bíblia. Ela passou os três meses seguintes lendo a Palavra de Deus. Ela conseguiu um emprego estável pela primeira vez em sua vida. Quatro meses depois de ter feito Jesus seu Senhor e Salvador, ela estava de volta às ruas novamente. Apenas, desta vez, era para conduzir as prostitutas ao Senhor. Sua vida estava inteiramente mudada! Sua alegria era ler a Palavra de Deus, orar e lazer a obra de Deus. O Senhor lhe falava através do Espírito Santo e a guiava dia a dia. Se eu alguma vez conheci alguém em quem pude ver o poder do Espírito Santo manifestando-se, esse alguém era Léa.



Cerca de dez meses depois de sua conversão, enquanto Léa procurava uma igreja, foi atrás duma mulher que se dizia ser crente. Esta senhora perguntou se ela tinha recebido o "poder do Espírito Santo". Léa não sabia o que era isto, mas, desejando tudo o que o Senhor quisesse lhe dar, ela escutou a mulher.



Esta a levou para casa e impôs as mãos sobre Léa, tentando fazê-la falar em línguas. Léa não falou, e ficou sobrecarregada de culpas porque a mulher lhe disse que ela estava entristecendo o Espírito Santo. A mulher acusou-a de recusar-se a deixá-lo falar através dela em línguas. Disse então que Léa fosse à igreja com ela na noite seguinte. Um orador es¬pecial convidado estava na cidade, e ela disse a Léa que após o culto, ele imporia as mãos sobre ela e que ela receberia o dom do Espírito Santo e falaria em línguas. Léa sabia, de seu estudo intensivo da Bíblia, que algo parecido havia ocorrido em Samaria. Vamos dar uma olhada nessa passagem.



"Quando, porém, deram crédito a Filipe, que os evangelizava a respeito do reino de Deus e do nome de Jesus Cristo, iam sendo batizados, assim homens como mulheres..Ouvindo os apóstolos, que estavam em Jerusalém, que Samaria recebera a palavra de Deus, enviaram-lhe Pedro e João; os quais, descendo para lá, oraram por eles para que recebessem o Espírito Santo; porquanto não havia ainda descido sobre nenhum deles, mas somente haviam sido batizados em o nome do Senhor Jesus. Então lhes impunham as mãos, e recebiam estes o Espírito Santo." Atos 8:12-17





Entretanto, queira notar que esta passagem não menciona especificamente que aquelas pessoas falaram em línguas. Além disso, Léa não sabia provar os espíritos, como é mencionado em 1 João 4:1-2.



Léa foi ao culto da igreja naquela noite com grandes expectativas. Após o culto ela foi à frente, ajoelhou-se e aquele que ministrou naquela noite impôs as mãos sobre ela e orou. Léa disse que enquanto ele orava ela sentiu como se uma bola de fogo batesse em seu estômago com tal força que ela foi atirada para trás, de costas, no chão. O fogo espalhou-se sobre o seu peito e imediatamente ela começou a falar em línguas.



Todos se regozijaram, dizendo que ela tinha recebido o Espírito Santo.



Entretanto, os anos seguintes provaram que Léa tinha recebido um Espírito que não era santo. Problemas começaram quase que imediatamente. Ela teve problemas estomacais e intestinais que os médicos não conseguiam diagnosticar ou curar. Ela começou a ter dificuldade em ouvir o Senhor falar com ela e em ler a Palavra. Quando eu a vi novamente, 16 anos após sua conversão, ela estava totalmente incapaz de manter a mente clara o suficiente para ler a Bíblia por mais de um minuto ou dois por vez. A única forma de ela conseguir orar era em línguas. Ela estava muito doente, desencorajada e deprimida.



Tive o discernimento de que Léa muito provavelmente tinha um demônio de falsas línguas. Perguntei-lhe se ela podia falar em línguas a qualquer momento que quisesse. Ela disse que sim. Então pedi a ela que começasse a falar em línguas e sem parar, não se preocupando com o que eu dissesse.



Quando Léa começou a falar em línguas eu disse o seguinte:



— Você, espírito que fala através de Léa em Línguas, em nome de Jesus Cristo meu Senhor e Salvador, eu ordeno que me diga, o que você tem a dizer sobre Jesus e que Jesus você serve?



Léa ficou horrorizada quando pragas começaram a sair de sua boca. Ela tapou a boca com as mãos para deter as palavras que saíam. O espírito que falava em línguas tinha sido reprovado no teste. Ele era muito obviamente um demônio!



Léa tinha permitido a quem ela não conhecia impor as mãos sobre si, e então aceitou o que lhe tinha acontecido sem provar o espírito que tinha recebido. Sofrera por dezesseis anos, porque não sabia da necessidade de provar os espíritos. Você pode perguntar: "Como pôde um demônio de falsas línguas entrar em Léa se ela era uma crente? Ela não estava protegida?"



A resposta é "não", porque ela desobedeceu os mandamentos de Deus dados na Bíblia. Ela sujeitou-se a alguém que não conhecia, aceitando o que quer que ele resolvesse dar a ela. Em segundo lugar, ela de novo violou a Palavra de Deus por não testar o espírito que tinha recebido, para ter certeza de que era o Espírito Santo.



Para livrar-se do demônio, Léa simplesmente pediu ao Senhor para perdoá-la por não seguir completamente a sua Palavra. Então ela falou em voz alta e ordenou ao demônio de falsas línguas que a deixasse em nome de Jesus Cristo. Seus problemas de estômago e de intestino foram imediatamente sarados. Eu ouvi falar dela novamente seis meses depois de ela ter mandado embora aquele demônio. Ela me disse com alegria que podia novamente ler a Bíblia livre de interferências e o seu relacionamento com o Senhor estava mais íntimo do que nunca. Ela podia orar livremente e com alegria.



Quantas pessoas têm recebido demônios de falsas línguas, de falsa profecia, etc. ao aceitar a imposição de mãos de uma pessoa que não é de fato um servo de Deus? Quantos têm aceitado curas demoníacas por meio deste mesmo erro? O Senhor lidou muito duramente com Elaine e comigo nesta questão. Nós nunca permitimos a ninguém que imponha as mãos sobre nós a menos que antes tenhamos a segurança dada pelo Senhor de que é isto que ele quer que façamos. Muitas vezes somos tentadas a permitir que pessoas imponham as mãos sobre nós e orem simplesmente por educação, não querendo aborrecê-las.



Um verdadeiro servo de Deus não se sentirá insultado se você explicar-lhe que você não foi dirigido pelo Senhor a que ele imponha mãos sobre você. Falsos servos ficarão muito aborrecidos. A humildade é a marca de um verdadeiro servo de Deus. Vivemos em tempos perigosos. Seja muito cauteloso com quem você submete a si próprio e a seus filhos. Há muitos lobos em pele de ovelha por aí.




SINAIS E MARAVILHAS



Tenho estado cada vez mais preocupada com o ro¬mance que está acontecendo entre os crentes e os milagres. Uma percentagem muito alta dos crentes não busca nada além de milagres. De alguma forma eles têm a idéia de que deveriam "velejar" pela vida sem problema algum, ordenando a Deus que opere milagre após milagre para satisfazer cada vontade que tenha. Jesus abordou diretamente tal atitude quando esteve aqui na terra.



"Uma geração má e adúltera pede um sinal; e nenhum sinal lhe será dado, senão o de Jonas. E, deixando-os, retirou-se." Mateus 16:4





"Uma geração má e adúltera" certamente descreve a situação atual do mundo. Muitos buscam apenas a solução de seus problemas ao invés de buscarem a vontade de Deus em sua vida. Devemos ter o cuidado para que nosso desejo de alívio e libertação da dor ou do que quer que seja não nos leve a aceitar milagres da fonte errada.



"Pois surgirão falsos cristos e falsos profetas, operando sinais e prodígios, para enganar, se possível, os próprios eleitos. Estai vós de sobreaviso; tudo vos tenho predito." Marcos 13:22-23





Certamente temos um Deus que opera milagres. Entretanto, muitos cristãos presumem simplesmente que todo e qualquer milagre vem de Deus. Eles estão cometendo um terrível engano! A palavra é clara. Demônios podem curar. Eles produzem falsas manifestações de cada obra do Espírito Santo e estão operando poderosamente desta forma nestes últimos dias.



É bem sabido que sacerdotes budistas, "médicos" feiticeiros africanos, curandeiros indígenas americanos, e outros, em muitas partes do mundo, são capazes de efetuar curas milagrosas. Agora a Nova Era com a sua versão ocidentalizada do hinduísmo está nos oferecendo uma variedade impressionante de milagres demoníacos.



E a Igreja Católica Romana certamente não está muito atrás em milagres. Até mesmo as "stigmata" (marcas que aparecem tal como as de Cristo) um falso milagre demoníaco aceito ao longo dos anos na Igreja Católica, veio a ser aceito por algumas igrejas cristãs, especialmente dentro do Movimento Pentecostal.



Como devemos separar todos estes falsos milagres dos verdadeiros?



Frequentemente, a única forma é pedir ao Senhor diretamente para nos dar orientação. Mas há alguns pontos chave que podemos observar.





1. As curas, etc. são realizadas quando a pessoa com o suposto dom decide curar? Deus cura somente quando Ele quer, não quando nós queremos!





2. Os milagres acontecem de uma forma tal que traz atenção à pessoa por meio de quem eles são feitos? O Espírito Santo somente tem um objetivo em mente, trazer glória a Jesus Cristo. Ele nunca opera de forma a trazer glória a um ser humano. Isso nos conduz a um outro ponto: a pessoa que faz o milagre usa sua "vocação" para obter dinheiro, além de suas necessidades básicas? Se sim, então não é um verdadeiro servo de Deus.





3. Qual é o resultado a longo prazo da cura ou milagre? A pessoa é conduzida para mais perto do Senhor, o que é demonstrado pela obediência aos mandamentos de Deus e pela fome da Palavra de Deus? Ou ela simplesmente se alegra por pouco tempo e então prossegue com a sua vida como sempre viveu? Cada vez que um milagre é registrado em Atos, o resultado era que o povo se regozijava e servia ao Senhor.




Muitos crentes abrem-se a demônios por meio de seu fascínio por milagres. Ministros que ensinam sinais e maravilhas incidem no erro de ensinar que Deus sempre quer fazer tais sinais e caem na armadilha de ter que "fazer" Deus atuar a cada vez e em cada lugar em que falam sobre o assunto. Deus é tão capaz de curar de uma forma silenciosa, em particular, quanto o é em uma reunião pública com muita atenção dirigida para as pessoas envolvidas. Não seja apanhado em shows "cristãos"!



Tenho encontrado incontáveis pessoas cuja fé foi afundada por falsos servos de Deus que lhes disseram que não receberam uma cura milagrosa porque não tinham fé, ou porque devia haver pecado em sua vida. Infelizmente, o exemplo dado pelos três "amigos" de Jó está sendo seguido por muitos na igreja de Cristo hoje.



Os três amigos de Jó disseram que Jó teve todos os problemas que enfrentou por causa de algum pecado em sua própria vida. Eles, tolamente, não sabiam nada acerca do que havia acontecido no céu, entre Satanás e o Senhor, logo antes das tragédias. A Bíblia é muito clara em dizer que Jó não tinha pecado de nenhuma forma para causar todos aqueles problemas.



Quão fácil é para um ministro pôr a culpa na pessoa que não recebe uma cura milagrosa se o milagre não ocorre quando o ministro ora por ela. Naturalmente, tal raciocínio sempre faz o "ministro" parecer bom, colocando a culpa na desafortunada pessoa com o problema.



Muitas vezes milagres não ocorrem, mas, novamente, devemos sempre testar e aprovar tudo. Jesus disse:



"Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu pai, que está nos céus. Muitos, naquele dia, hão de dizer-me: Senhor, Senhor! Porventura, não temos nós profetizado em teu nome, e em teu nome não expelimos demônios, e em teu nome não fizemos muitos milagres? Então, lhes direi explicitamente: nunca vos conheci. Apartai-vos de mim, os que praticais a iniquidade." Mateus 7:21-23





Muito obviamente, o milagre não provém necessariamente de Deus somente porque alguém diz que está realizando o milagre em nome de Jesus. Devemos estar em oração e continuamente submissos ao Senhor neste assunto. A nossa maior garantia é encontrada na oração do Senhor, "Pai, seja feita a tua vontade assim na terra como no céu".




LÍNGUAS



Esta é provavelmente a área onde Satanás tem tido o maior sucesso em nossa época. Os crentes têm cometido o terrível erro de achar que todas as línguas vêm de Deus. Quão errados estão! O exemplo de Léa dado anteriormente neste capítulo é uma larga prova disso. É bem sabido que muitos rituais ocultistas são feitos em línguas. As pessoas envolvidas em meditação transcendental e muitas outras formas de meditação oriental falam em línguas. E um grande número de cristãos, sob pressão de outros, simplesmente memorizam diversas frases que são repetidas ciclicamente em várias combinações, pensando que estão falando em outras línguas.



"Todos ficaram cheios do Espirito Santo, e passaram a falar em outras línguas, segundo o Espírito Santo lhes concedia que falassem." Atos 2:4



"Ora, os dons são diversos, mas o Espírito é o mesmo. E também há diversidade nos serviços, mas o Senhor é o mesmo. E há diversidade nas realizações, mas o mesmo Deus é quem opera tudo em todos. A manifestação do Espírito é concedida a cada um visando a um fim proveitoso. Porque a um é dada, mediante o Espírito, a palavra da sabedoria; e a outro, segundo o mesmo Espírito, a palavra do conhecimento... a outro, profecia; a outro, discernimento de espíritos; a um, variedade de línguas; e a outro, capacidade para interpretá-las. Mas um só e o mesmo Espírito realiza todas estas cousas, distribuindo-as, como lhe apraz, a cada um, individualmente." 1 Coríntios 12:4-11



Esta é uma das passagens das Escrituras mais lidas superficialmente. O Espírito Santo dá seus dons "como lhe apraz", e não como nós, homens, queremos. Dizer que o Espírito Santo vai sempre operar de uma determinada forma na concessão dos dons é um erro grosseiro. Eu, pessoalmente, não consigo encontrar justificação bíblica para a doutrina de que o Espírito Santo sempre dá a cada crente o dom de línguas. Infelizmente, a maior parte dos que aceitam este ensino tende a ser bem displicente em testar os espíritos que falam em línguas.



"No caso de alguém falar em outra língua, que não sejam mais do que dois ou quando muito três, e isto sucessivamente, e haja quem interprete. Mas, não havendo intérprete, fique calado na igreja, falando consigo mesmo e com Deus." 1 Coríntios 14:27-28

A desobediência a este versículo tem aberto igrejas para uma entrada maciça de forças demoníacas. Os satanistas falam facilmente em línguas, vindas diretamente de demônios. Eles enviam maldições sobre as igrejas, sobre o pastor e sobre o povo sem ninguém saber que o que eles estão fazendo é por causa disso, pois não há interpretação e teste dos espíritos. Os pastores recusam se a controlar ou repreender as línguas demoníacas porque não querem arriscar-se a irritar a congregação, perdendo assim o seu apoio.



Já vi demônios de falsas línguas interromperem um culto inteiro na igreja com toda sorte de teatralidades e lágrimas. O pastor não fez nenhum movimento para pará-los, nem ninguém interpretou o que o demônio estava dizendo. Isto está em direta violação ao que ensina a Palavra de Deus. Como pode o Senhor abençoar-nos em nossa desobediência?



O Movimento Carismático Católico é um caso digno de nota. Ninguém testa os espíritos que falam em línguas através deles . Muitos crentes têm se apressado a aceitar essas pessoas com braços abertos, até mesmo trazendo padres católicos para ensinar em suas igrejas. Mas o que a Palavra de Deus tem a dizer sobre isto?



"Não vos ponhais em jugo desigual com os incrédulos; porquanto que sociedade pode haver entre a justiça e a iniquidade? Ou que comunhão, da luz com as trevas? Que harmo¬nia, entre Cristo e o Maligno? Ou que união, do crente como o incrédulo?" 2 Coríntios 6:14-15


No capítulo 11 demonstramos claramente pelos documentos da Igreja Católica Romana que eles não adoram ao Jesus da Bíblia. Sendo assim, por que tantos cristãos estão abraçando aqueles ainda envolvidos em ativa idolatria como irmãos e irmãs em Cristo? Eu repito, demônios podem falar em línguas!



"A garganta deles é sepulcro aberto; com a língua, urdem engano, veneno de víbora está nos seus lábios, a boca, eles a têm cheia de maldição e de amargura." Romanos 3:13-14

O fato de católicos falarem em línguas não é prova de que estão cheios do Espírito Santo. Muitas dessas preciosas almas católicas presumem que, porque estão falando em línguas, estão salvas. Como pode o Espírito Santo operar e manifestar-se em um sistema de idolatria? Os que estão envolvidos no Movimento Católico Carismático que realmente começam a ler e a estudar a Bíblia logo percebem que devem separar-se da idólatra Igreja Católica Romana para servir ao verdadeiro Jesus da Bíblia.



O Espírito Santo opera de uma forma poderosa, e dá seus dons como quer ao seu povo. Mas Satanás está em ação como nunca esteve, procurando enganar e destruir tantos quantos puder no curto espaço de tempo que lhe resta. Temos que estar alertas a todo tempo e testar os espíritos continuamente.



Se você recebeu o dom de línguas através de alguém colocando a mão sobre você e agora você se pergunta se isto realmente veio de Deus ou não, você pode lidar com esta situação com uma oração muito simples, como esta:



"Pai, eu quero servir-te em pureza e verdade. Se as línguas que eu recebi são verdadeiramente do Espírito Santo, então eu te agradeço por isto, mas se não forem, eu rejeito e renuncio a elas em nome de Jesus Cristo, meu Senhor e te peço para tirá-las de mim. Oro e agradeço a ti por isto em nome de Jesus."







PROFECIA E PALAVRAS DE CONHECIMENTO



Quanto dano Satanás tem feito nesta área, tanto diretamente por meio de seus servos e também por meio de cristãos que inconscientemente abrem-se a este poder! Muitos cristãos pensam que devem "esvaziar" a mente para que o Espírito Santo possa falar através dela ou "controlá-la". Será que pensamos que o Espírito Santo é tão fraco que ele não pode soprepujar nossa mente ativa para falar conosco?



A Bíblia mostra claramente que devemos cooperar ativamente com o Espírito Santo. Toda vez que esvaziarmos a mente, o espírito que falará através de nós provavelmente não será o Espírito Santo. Muitas, das assim chamadas profecias, dadas por pessoas que esvaziam a mente, são na verdade profecias demoníacas. Nunca deveremos aceitar uma palavra de conhecimento ou profecia sem buscar antes a confirmação do Senhor sobre a sua real origem e examinar as Escrituras para ver se está de acordo com a Palavra de Deus.



"Tratando-se de profetas, falem apenas dois ou três, e os outros julguem. " 1 Coríntios 14:29



Este versículo mostra-nos que os profetas devem ser "julgados", ou provados. Há algumas chaves que nos ajudam a reconhecer palavras de conhecimento e profecias demoníacas.



1. Um ser humano nunca é glorificado pelo Espírito Santo. E também o Espírito Santo nunca põe culpa num crente por algum pecado que já tenha sido confessado e perdoado. Os demônios fazem essas duas coisas freqüentemente.



2. Os demônios frequentemente tentam estabelecer sua credibilidade contando incidentes do passado da vida de alguém que nenhuma das demais pessoas tem conhecimento. Os demônios sabem de tudo que aconteceu em nossa vida, exceto os pensamentos e intenções de nosso coração. Além disso eles já têm 6 mil anos de prática em lidar com os homens. Eles podem muito bem descobrir o que se passa na mente de alguém, de acordo com o quadro das circunstâncias. Lembre-se, o Espírito Santo nunca se exibe. E sempre dirige a atenção para Jesus. Uma narração de incidentes do passado ou de sentimentos na vida de uma pessoa é uma ação muito comum de demônios. Isto é o que os clarividentes ocultistas e médiums fazem.



3. O Espírito Santo sempre lhe dá tempo para você verificar quaisquer orientações que ele lhe der. Os demônios o empurram a uma ação apressada antes que você tenha tempo de verificar as orientações com a Palavra de Deus. Devemos ter o cuidado de buscar o Senhor para nos dar a confirmação e de verificar tudo na Bíblia antes de aceitar quaisquer profecias ou palavra de conhecimento como sendo do Senhor.



Nosso maravilhoso Deus quer falar a cada um de nós individualmente. Nós temos um único sacerdote, Jesus Cristo. A busca frequente de uma "palavra do Senhor" por meio de uma outra pessoa é uma evidência da pobreza do próprio relacionamento da pessoa com o Senhor. Temos de desenvolver um relacionamento com o Senhor através do qual podemos ouvi-lO falar diretamente conosco.



Deus é o único em quem podemos confiar inteiramente, e estaremos encaminhando-nos para sérios problemas se dependermos de outras pessoas para nos dizer o que Deus quer. Isto leva ao desenvolvimento de um sacerdócio que é abominação aos olhos de Deus.



"Porquanto há um só Deus e um só Mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus, homem. " 1 Timóteo 2:5



CAINDO NO ESPÍRITO



A ocorrência de pessoas "cairem no Espírito" é muito comum no meio de muitas igrejas avivadas ou pentecostais. A prática consiste em que pessoas vão à frente e são ungidas com óleo, ou alguém impõe as mãos sobre elas para orar. Durante a oração elas perdem a consciência completa ou parcialmente, a ponto de caírem ao chão. O ensino dado é que "ficam sob o poder do Espírito Santo a tal ponto que se tornam inconscientes do que se passava ao seu redor, ou de seu corpo físico". Considero esta uma prática muito perigosa pelas seguintes razões.



Antes de tudo, não encontro nenhuma passagem dizendo-nos que o Espírito Santo nos tornará inconscientes. Encontro passagens dizendo-nos que controlemos a nossa mente. (2 Co 10:5), que estejamos alerta e vigilantes (1 Pe 5:8). Se você aceitar um estado de inconsciência de qualquer fonte sem primeiro testar o espírito, então você abriu-se diretamente para a entrada de demônios.



Cair em um estado de inconsciência é muito comum em todos os rituais ocultistas e nas religiões orientais, Esta prática pode ser muito perigosa especialmente para aqueles que estão vindo do ocultismo. Larry (não é este o seu nome verdadeiro) é um caso digno de nota.



Larry é um homem de 29 anos que esteve envolvido com o Satanismo desde os 15 anos de idade. Ele tornou-se sumo sacerdote com a idade de 21 anos e percorreu os Estados Unidos "resolvendo problemas" para a Fraternidade. Recentemente ele aceitou a Jesus Cristo como seu Senhor e Salvador e rejeitou Satanás. Sua luta pela libertação foi intensa, pois era habitado por muitos demônios poderosos. Entretanto, ele perseverou e foi finalmente liberto completamente.



De repente, duas semanas mais tarde, os demônios estavam todos de volta dentro dele de novo. Conversei com Larry extensivamente, procurando qual teria sido a brecha mas não a encontrei. Uma semana depois, ainda mais demônios tinham entrado e ele estava em um estado deplorável. Finalmente achei a pista através de um amigo que frequenta a mesma igreja de Larry. Nos dois últimos domingos Larry tinha ido à frente pedir oração e havia perdido a consciência imediatamente.



De fato, descobri depois que as pessoas da igreja tinham ficado muito impressionadas com a "experiência de Larry com o Espírito Santo", porque ele esteve inconsciente por quase 30 minutos. Esta foi a porta de entrada. Larry tinha aceitado inconsciência, achando que ela vinha do Espírito Santo, porque ele estava em uma igreja cristã.



Agora apresso-me a dizer que conheço pessoalmente o pastor envolvido e tenho a paz de que este homem é um verdadeiro servo de Deus. Entretanto, ele não testa os espíritos como deveria. Por acaso sei que há pelo menos dois satanistas que estão infiltrados naquela igreja. O que vai impedi-los de enviar demônios para produzir inconsciência nas pessoas que forem à frente para oração nesta igreja? Nada, infelizmente. Uma combinação da ignorância com a recusa de testar os espíritos mantém esta igreja escancarada para as obras maléficas daqueles satanistas.



Larry foi finalmente liberto completamente de novo. Cerca de um mês mais tarde ele foi à frente para oração de novo, mas, desta vez, ele também orou silenciosamente enquanto o pastor estava orando e ordenou que qualquer espírito demoníaco que estivesse presente fosse amarrado em nome de Jesus Cristo. Larry não aceitou novamente a inconsciência e permaneceu livre de demônios.



Somos sempre responsáveis diante de Deus por permanecer no controle de nossa vontade e de nossa mente. Devemos sempre cooperar ativamente com o Espírito Santo e de forma igualmente ativa resistir ao diabo. Esta guerra é real! Não nos deixemos, em momento algum, ser passivos nem baixemos a nossa guarda. O nosso inimigo é forte, incrivelmente inteligente e um mestre no engano.







PROFISSÃO DE FÉ



Esta é uma prática comum em muitas das igrejas, especialmente nas fundamentalistas. Nesta prática, as pessoas que desejam tornar-se membros da igreja vão à frente e repetem uma "profissão de fé". Qualquer satanista podem facilmente repetir uma profissão de fé.



Considero esta uma prática perigosa por duas razões. Primeiro, como disse antes, qualquer satanista pode repetir ou ler uma profissão de fé. Em segundo lugar, qualquer pessoa não salva pode fazer o mesmo. Se uma pessoa não puder, com sua próprias palavras, sem receber qualquer auxílio, ou orientação, dizer por que acredita que está salva, então provavelmente ainda não tem base suficiente para a certeza da salvação, em primeiro lugar. Jesus disse que se nos envergonhássemos dele diante dos homens, também ele se envergonharia de nós diante do Pai.



Todo aquele que quer tornar-se membro da igreja deve ser capaz de declarar claramente a sua fé, com suas próprias palavras, diante da congregação. Se não puder fazer esta pequena coisa diante de outros cristãos, porventura como poderá permanecer firme contra o inimigo ou testemunhar ao mundo perdido?



"Sede sóbrios e vigilantes. O diabo, vosso adversário, anda em derredor, como leão que ruge procurando alguém para devorar." 1 Pedro 5:8







Sigamos em oração e com humildade o bom conselho de Pedro.



fonte: Prepare-se para a Guerra de Rebecca Brow





























Um comentário:

Aurelio MC Gomes disse...

A paz do Senhor! Convido te a participar da:

1ª Blogagem coletiva: Sinais do fim dos tempos – Prenúncios da volta de Cristo!

Após ser inquietado pelo Espírito Santo de Deus, aqui estou propondo a “1ª Blogagem coletiva: Sinais do fim dos tempos – Prenúncios da volta de Cristo!” que tem como meta mostrar os mais diversos sinais que antecedem a volta de Cristo e que a cada dia se cumprem.
Se você quiser participar, deverá publicar em seu blog um post relacionado ao tema proposto “Sinais do fim dos tempos - Prenúncios da volta de Cristo!” – no próximo dia 30 de Novembro.
As regras para participar e mais detalhes estão no meu blog: Eu sou o mensageiro!
Endereço do blog: http://aureliomcgomes.blogspot.com/
Obrigado pela atenção, peço e espero que você participe.
Faça a diferença.

Visitantes no Mundo